Contencioso Cível

Profissionais com ampla expertise integram os núcleos contenciosos de GIAMUNDO NETO ADVOGADOS, que se dividem em uma equipe multidisciplinar de advogados, estagiários e assistentes jurídicos que atuam no núcleo contencioso de volume e, ainda, em uma equipe altamente especializada que compõe o núcleo contencioso estratégico.

À frente de grandes e complexas disputas judiciais em todo o País nas áreas de infraestrutura, construção civil, energia, meio ambiente, relações de consumo e questões societárias, o núcleo contencioso estratégico de GIAMUNDO NETO ADVOGADOS apresenta como diferenciais a atuação de profissionais com alta titulação, o amplo debate da melhor estratégia, o minucioso acompanhamento processual, a atuação em juízo personalizada e a constante disponibilidade de seus profissionais para atendimento das demandas apresentadas por seus clientes.

Já o núcleo contencioso de volume de GIAMUNDO NETO ADVOGADOS destaca-se pela atuação nos segmentos de relações de consumo e prestação de serviços em geral. Composto por uma equipe multidisciplinar e dinâmica, os serviços são prestados sempre de forma customizada, a depender das exigências e necessidades de seus clientes.

O núcleo contencioso de volume de GIAMUNDO NETO ADVOGADOS ainda se diferencia pela utilização de eficientes ferramentas de gerenciamento das carteiras de processos de seus clientes, mediante a utilização de softwares específicos que permitem realizar todo o controle estatístico, a avaliação de riscos e a geração de relatórios processuais.

GIAMUNDO NETO ADVOGADOS também inova ao permitir e incentivar a interação entre os profissionais de seus núcleos contenciosos, o que naturalmente possibilita a troca de experiências entre as áreas e o desenvolvimento de novas e melhores práticas, sempre em busca da prestação do melhor serviço aos seus clientes.

Entre em Contato

Fale conosco e descubra como podemos auxiliar você ou a sua empresa da melhor forma possível.

A possibilidade de dinamização do ônus probatório no Tribunal de Contas

Aquele que utilize bens, dinheiros e valores públicos tem o dever de prestar contas. Essa obrigação deriva da Constituição Federal (art. 70, §ú). O Decreto-Lei 200/1967, igualmente, determina o dever de justificação do bom e regular emprego de...
Ler Mais

Quem não é parte pode acessar processo em trâmite no Tribunal de Contas?

GIUSEPPE GIAMUNDO NETO – Especialista em direito público (infraestrutura, controle e regulação). Mestre em Direito do Estado pela USP e sócio do Giamundo Neto Advogados. *Para citar este artigo: GIAMUNDO NETO, Giuseppe. Quem não é parte pode...
Ler Mais

7ª edição do Congresso Internacional do Instituto Brasileiro de Direito da Construção – IBDIC

Aconteceu na última semana do mês de agosto a 7ª edição do Congresso Internacional do Instituto Brasileiro de Direito da Construção - IBDIC. Durante dois dias, mais de 35 palestrantes abordaram nove temas centrais sobre a segurança jurídica no...
Ler Mais

A aplicação do Código de Processo Civil (CPC/2015) no Tribunal de Contas da União (TCU)

GIUSEPPE GIAMUNDO NETO – Especialista em direito público (infraestrutura, controle e regulação). Mestre em Direito do Estado pela USP e sócio do Giamundo Neto Advogados. *Para citar este artigo: GIAMUNDO NETO, Giuseppe. A aplicação do Código de...
Ler Mais

A autocomposição e a arbitragem nos litígios envolvendo a ANTT

Por Diogo Albaneze Gomes Ribeiro[1]   Introdução Em 17.05.2019, entrou em vigor a Resolução nº 5.845, de 14 de maio de 2019 (“Resolução nº 5.845/19”), que dispõe sobre as regras procedimentais para a utilização da autocomposição e da...
Ler Mais

STJ aprova três novas súmulas de Direito Público

O Superior Tribunal de Justiça aprovou, em sessão ordinária de 12.06.2019, três novos enunciados de súmula de Direito Público. São elas:   Súmula nº 633: A lei 9.784/99, especialmente no que diz respeito ao prazo decadencial para a revisão de...
Ler Mais

Participação de agente público em doação eleitoral não contabilizada (“caixa dois”) nem sempre será tipificada como ato de improbidade administrativa

por Camillo Giamundo A configuração do ato de improbidade administrativa exige mais do que a mera condição de agente público, sendo imprescindível a caracterização do desvio do dever do sujeito ativo, enquanto no exercício de sua função pública,...
Ler Mais

As sanções aplicadas pelo Banco Mundial e a extensão de seus efeitos nas licitações nacionais

por Camillo Giamundo e Fernanda Leoni Os efeitos das sanções por ele aplicadas somente serão expansíveis e atingirão as licitações nacionais que contenham recursos disponibilizados pelo ente sancionador, de modo que qualquer vedação genérica de...
Ler Mais

ANTT e sua política de tabelamento do frete

por Giuseppe Giamundo Neto, Luiz Felipe Pinto Lima Graziano e Diogo Albaneze Gomes Ribeiro A participação ativa dos agentes interessados tende a resultar na produção de normas mais aderentes, na medida em que não confeccionadas com distanciamento...
Ler Mais

TRT-23 reconhece constitucionalidade da MP sobre contribuição sindical

TRT-23 reconhece constitucionalidade da MP sobre contribuição sindical

Ler Mais